sexta-feira, 8 de agosto de 2014

6 Inspeções em Buchas de Transformadores de Potência

Buchas Capacitivas

Existem seis inspeções diferentes que podem ser realizadas nas buchas de um transformador de potência:
  1. Inspeção de rotina
  2. Inspeção regular (uma vez a cada dois anos)
  3. Inspeção devido a aquecimentos parciais excessivos
  4. Inspeção de danos locais (fissuras) nas buchas
  5. Inspeção para vazamentos de óleo
  6. Armazenamento

Falha em bucha de transformador
Explosão de Transformador por falha em bucha

1. Inspeção de rotina

Aquecimento local excessivo

Preste atenção para as conexões terminais. É conveniente para pintar estas parte com tintas indicadoras de temperatura. É aconselhável a realização de inspeção termográfica.

Poluição

Quando há muita poeira e sal, uma limpeza deve ser realizada e para isso, o transformador deve ser colocado fora de serviço. Usar da água, amônia ou tetracloreto de carbono. Se eles estiverem muito sujas, o uso de ácido clorídrico concentrado, diluído 40 vezes ou mais, em água.

A solução não deve estar em contato com qualquer parte metálica; após a limpeza das peças de porcelana, estas devem ser neutralizadas com água contendo bicarbonato de sódio, numa proporção de 30 gramas por litro.

Se fizer uso de solução química, certifique-se de lavar depois com água doce, de modo a não deixar nenhum elemento estranho nas superfícies.

Em sistemas nos quais a parada do transformador para a limpeza é muito difícil, ou em zonas onde existem muitos danos pela poeira ou o sal, está sendo usado recentemente um método de lavagem designado "of hot line". É um método para lavar o equipamento sem parar o seu funcionamento, e existem duas ou três formas de fazê-lo.
Curso de NR10 100% Válido é só na TOP Elétrica! Saiba porque...

Danos mecânicos

Verifique se existem danos ou vazamentos de óleo nas buchas.

2. Inspecção regular (uma vez a cada dois anos)

Avaliação da deterioração do isolamento

Os métodos para detectar a degradação do isolamento são a medição da resistência de isolamento e tan Δ (Fator de potência do isolamento).

A medição da resistência de isolamento nas buchas não é simples, uma vez que a bucha e o enrolamento do transformador devem ser independentes; no entanto, a medição deve ser feita da melhor maneira possível.

A medição da tan Δ também é difícil, uma vez que as buchas devem ser separadas do transformador, na maioria dos casos. A avaliação dos resultados da medição não deve depender apenas os valores absolutos obtidos, mas sim com a comparação dos valores obtidos em cada ano e da variação entre eles. Se existem grandes discrepâncias nos valores, atenção especial é necessária.
Terminal para medição do fator de potência do isolamento de buchas

Quando a resistência de isolamento é superior a 1000 mohms a temperaturas normais, pode-se considerar como bom estado, mas o valor do fator de potência também devem ser levadas em consideração para a avaliação.

Em breve teremos um artigo especial sobre buchas e sobre as medições do fator de potência de isolamento.
Medidor de fator de potência de isolamento - Doble

3. Inspeção devido a aquecimentos parciais excessivos

O excessivo aquecimento dos terminais, na maioria dos casos, é devido ao afrouxamento. Se esta condição é observada, eliminar a poeira ou sujeira das peças de contato e reapertar firmemente.

4. Inspeção de danos locais (fissuras) nas buchas

A limpeza das buchas devem ser feitas de acordo com o que foi mencionado. Se os danos forem muito graves, devem ser substituídas por novas.
5. Inspeção para vazamentos de óleo

Verifique os elementos das buchas para ver se há algum vazamento de óleo. Se o óleo está vazando através da junta, reaperte ou substitua a junta. Se forem buchas capacitivas imersas sem óleo e houverem vazamentos nelas, informe ao fabricante.

6. Armazenamento

Mantenha as buchas em uma posição vertical e em um lugar seco. Recomenda-se a mantê-las em sua embalagem original.


Ref:
http://electrical-engineering-portal.com

Um comentário:

Deixe seu comentário! Obrigado!